#Feeling: O que aprendemos?

Você pode até me dizer que nada, mas ainda há muito tempo e para cada minuto vivido uma experiência certamente foi aprendida. O que vi e vivi certamente não passa perto do que ainda irei viver, de tudo que passei só posso afirmar que sobrevivi.

Das perdas, dos amores, aprendi a não confiar demais e não me iludir com o primeiro belo sorriso a me observar. Das amigas que se foram aprendi que os verdadeiros permanecem. Com as que vieram aprendi a amar e respeitar as diferenças. Com os amigos ou “os caras” aprendi que se está predestinado irá acontecer, só que eu preciso crer, pois o primeiro passo para que as coisas realmente deem errado é eu acreditar que elas irão dar.

Com as tristezas aprendi a não chorar. Com elas também aprendi a desabafar, pois um dia isso me fará sorrir. Com a família aprendi que aqui tenho conforto e amor incondicional. Com as alegrias aprendi a sorrir e a falar. O silêncio me faz sorrir feito louca, mesmo que ninguém ache graça ou sentido, não suporto a falta de assunto e a falta de amor.

Com Deus aprendi que tudo está em suas mãos e nos seus planos, aprendi que não receberei o prêmio se não vencer a guerra, aprendi que amar a Ele é o principio básico da felicidade. Aprendi que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que O amam. Ah! E com a vida aprendi que de nada sei, que ainda tenho muito o que aprender, que ainda não sei de nada, mas sei de algo que é fundamental, é necessário seguir em frente.

* Este texto foi escrito um dia antes do meu aniversário de 2012. (04/05)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s