#Feelings: NA RUA, NA CHUVA, NA FAZENDA

Faz tempo que essa música não sai da minha cabeça, eu sempre me lembro das tardes na fazenda, escutando kid abelha com meu pai, e por mais que não gosto deles, o álbum deles e de Cidia e Dan eu sei de có, aliás aqueles clássicos que gosto também me vem à memória destas tardes, sem contar em todos os discos do Diante do Trono. São essas lembranças que fazem o dia ou a vida valer a pena.

Um som alto, uma fazenda e um pai para lhe falar que o Aerosmith é aquela banda da música que eu amo ou para que eu apresente a Adele e ele se encantar.

Ou ainda mais, é aquela cena em que você perde seu pai jogando flappy bird. São esses momentos que se perde quando decidi seguir em frente.

Não estou disposto

A esquecer seu rosto de vez

E acho que é tão normal

Dizem que eu sou louco

Por eu ter um gosto assim

Gostar de quem não gosta de mim

Jogue suas mãos para o céu

Agradeça se acaso tiver

Alguém que você gostaria que

Estivesse sempre com você

Na rua, na chuva, na fazenda

Ou numa casinha de sapê

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s