#Resenha: Prodigy da Marie Lu

wpid-2015-07-28-02.55.19-1.jpg.jpeg

Heey galera tudo bem? Como vão as férias?

Todo mundo que me acompanha ou no blog ou nas redes sociais sabe, que desde que li meu primeiro livro distópico nunca mais fui a mesma, deixei o Nicholas Sparks de lado para me aventurar na tendência mais linda entre os autores. A partir daí foram livros e muitos livros, distopia tem mania de querer falir qualquer um, são sempre trilogias, sagas e mais livros. Haja bolso e tempo para ler.

Hoje eu venho falar do meu novo queridinho, a trilogia mais linda do momento, LEGEND. Estou no segundo livro, já contei para vocês o que achei o Legend ❤ ❤ ❤ e hoje vou contar um pouquinho, SEM SPOILER, o que acontece em Prodigy.

wpid-2015-07-28-02.56.12-1.jpg.jpeg

Sobre o que é o livro?

Depois que um cataclismo atingiu o planeta Terra, extinguindo continentes inteiros, os Estados Unidos se dividiram em duas nações em guerra: a República da América, a oeste, e as Colônias, formadas pelo que restou da costa leste da América do Norte. June e Day, a menina prodígio e o criminoso mais procurado da República, já estiveram em lados opostos uma vez. Agora eles têm a oportunidade de lutar lado a lado contra o controle e a tirania da República e, assim, alterar para sempre o rumo da guerra entre as duas nações. Resta saber se estão preparados para pagar o preço que as transformações exigirão deles.

wpid-2015-07-28-02.55.28-1.jpg.jpeg

Quem é Marie Lu?

Marie Lu é uma escritora de livros Jovem Adulto, conhecida por escrever a prestigiada Trilogia Legend (Lançada entre 2011 e 2013), Best Sellers do New York Times. Além de ler e escrever, Marie Lu também gosta de comida, aviões de combate, chá da tarde, pessoas felizes, cupcakes, pianos, cores brilhantes, chuva, luzes de Natal, desenhar, animação, cães, mercados de agricultores, videogames etc.

‘Com Prodigy, Marie Lu venceu a maldição do segundo livro. Ele tem todo o cavalheirismo de Robin Hood e também o brilho e a sujeira de Blade Runner. Os mundos bem desenhados, as correntes políticas e a verossimilhança de seus personagens fazem tudo parecer fresco. Lu prova que um segundo livro não deve ser relegado a segundo plano, proporcionando intriga e prazer.’ – The Los Angeles Times

wpid-2015-07-28-02.55.37-1.jpg.jpeg

O que eu achei do livro?

Essa é uma pergunta bem simples de ser respondida, pois o livro é simplesmente perfeito. Marie Lu consegue que o segundo livro seja incrível, impulsivo e faz com que o leitor queria o consumir rapidamente. O livro é dividido em capítulos que representam a visão dos dois personagens principais, o Day e a June, personagens estes fortes, com características que os leitores tem ou gostariam de ter.

Uma sequência cativante e frenética que te faz implorar por mais.

wpid-2015-07-28-02.55.11-1.jpg.jpeg

Terá filme?

Com direitos de adaptação para o cinema vendidos para a Temple Hill Entertainment, produtora da saga Crepúsculo, os livros da trilogia Legend figuram nas principais listas da mídia especializada norte-americana entre os livros mais quentes e imperdíveis do ano. Publicada em mais de 24 países, Marie Lu, que trabalhou durante anos na indústria de vídeo games, deixará os fãs de Jogos Vorazes, Divergente e Never Sky de queixo caído.

Eu espero ansiosamente para que tenha filme. E vocês o que acham do segundo livro da trilogia Legend?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s