A reciprocidade do amor próprio

download

“Há tanta coisa por vir, e as pessoas preferem se prender a algo que nunca existiu”. Tudo bem que essa é uma frase de efeito totalmente clichê, mas ao meu ver é a mais pura verdade.

Eu sempre fui daquelas que só acredita vendo. Se eu não estou sentindo, se a pessoa não está retribuindo da forma certa, ou se a pessoa não sabe do que estou sentindo eu me afasto. E desapego. Porque se eu não estou tendo a reciprocidade que mereco, pra mim não existe. E por que eu tenho que estar presa a isso? Tanta coisa real nesse mundo infinito aí pra eu viver e eu parada, fantasiando algo que nunca existiu?

O fato de eu ser extremamente realista ajuda. Taurina nata, vocês sabem. É muito difícil tirar os pés do chão. Ter ilusoes pra mim é proibido. Sempre achei que era perda de tempo. Sempre achei que a vida é pra ser vivida, não imaginada.

Paixões plantônicas nunca me agradaram. Não que eu nunca tenha tido, claro. Mas sempre fiz com que tornasse real, e se não desse certo, eu desapegava de um vez. Pra quê continuar com algo que não está te acrescentando nada, além de lágrimas desnecessárias e uma bad infinita? Pra que perder tempo com quem nem sabe que você existe? Ou sabe e prefere não saber? Ou simplesmente lembra de você nas noites entediantes de domingo, enquanto você lembra todos os dias?

Amor não é equilíbrio. Amor é inconstante, inseguro,  é confuso, eu sei. Mas por que não pode ser recíproco? Por que não trazer segurança? Se você quer viver na corda bamba, perdendo outros sonhos que podem ser tornar reais, tudo bem. Mas eu prefiro viver na segurança do meu amor próprio. Ele é real, é recíproco e me faz muito bem. Obrigada.

Leão em pele de cordeiro

809892e6-b5b2-45c2-b416-c610728edb8a

É uma história antiga, mas mesmo assim o lobo se apaixonou pelo cordeiro. Muitas vezes na vida nos deparamos com leões, pessoas simpáticas, com todos os requisitos básicos para apenas te encantar e assim seremos o cordeiro, a vitima, o objeto.

O leão faz de tudo para conseguir o que quer, ele encanta com sua beleza e carisma, transpira confiança, demonstra amor ao cordeiro, ele sabe que será a vitima, mas acaba se entregando ao leão. Engano do cordeiro, o leão não trata as vitimas como membros da família, ele não gosta dos que conseguem sobreviver, ele está sempre a fazer elas voltarem, ele não se importa nem com os seus, ataca as presas dos companheiros.

O leão é astuto, faz metas, não perde tempo, não dá um passo em falso, analisa antes de atacar. Hoje em dia muitas pessoas estão se tornando como o leão, chega de mansinho a ponto de conquistar e se o cordeiro não tomar cuidado, ele cairá na armadilha. Ele demonstra interesse depois some.

É um amigo incrível, porém péssimo companheiro, não é fiel, não ama ninguém a não ser ele e seus filhotes, é belo, simpático, tudo que ele tem é para atrair, tudo é superficial, e vejamos não é tão difícil hoje viver rodeada de lobos. Só não seja burra, o suficiente para ser o cordeiro.

— E o leão se apaixonou pelo cordeiro.
— Que cordeiro idiota.
— Que leão doentio e masoquista.

CARO SENHOR ROTEIRO CLONADO

tumblr_njh9i6tqwr1tpskreo1_500

Muitos foram os dias em que ela passava se preocupando com você, se preocupando com a maneira como você fazia ela se sentir pior, com seus roteiros repetitivos, clonados. Mas, nada mudou em você, continua o mesmo enganador de sempre, ela sabe como você age, vem como um lobo de mansinho, conquista, depois ataca.

Ela vivia contando os próprios passos, achando que um dia poderiam se tornar os seus, pedindo para que ele não a despedaçasse novamente. Todos a acusavam de louca, sofrendo a toa, mas dizia estar bem, pois você estava bem, então ela também estaria.

Ela vivia no seu jogo de damas, mas ela nunca vencia, pois era o seu jogo, as suas regras, bem ela se cansou desse jogo e gostaria que você soubesse: _ Caro Senhor do Roteiro Clonado: não entendo como pode ser tão amargo. Não sei se algum dia você teve seu coração partido e não gostou do que sentiu.

Isso acontece. Mas isso não deve ser motivo para descontar em todos que se aproximam de você. Ela viu tudo depois que acabou. Você não acha que era muito cedo para ter mexido? A garota que sempre esteve ao seu lado chorou por todo o caminho de casa. Ela deveria saber, talvez a culpa fosse dela e do seu egoísmo cego, talvez a culpa também fosse sua e da sua necessidade doentia em demonstrar amor e depois matá-lo.

Eu sei que o nome dela está na sua enorme lista de meninas que não entendem, quando dizem a elas “fuja o mais rápido que puder”, eu sei que ela vai olhar pra trás e se lamentar de ter ignorado quando a diziam, mas ela só vê isso agora, ela vê como foi errado, você não acha que elas são muito novas para você e seus joguinhos?

Você não acha que é cedo para brincar enquanto elas te amam tanto? Ela deveria saber. Você é um expert em desculpas e em manter as suas linhas borradas, ela agora já não se impressiona mais com seus testes e sua falta de respeito com quem diz ser seu amigo, ela ainda se lembra de todas as garotas que você secou com o descaso, olhos sem vida, porque você os queima, mas ela pegou seus fósforos antes que você pudesse a queimar, então olhe para ela agora: ela está bem, está brilhando como fogos de artifício sobre você e sua cidade vazia, simplesmente ela vê tudo agora que acabou.

Ela escreveu uma carta para você, ela é muito mais do que os seus olhos podiam ver, você continua a ser um ótimo roteirista enganador e ela continua a perceber como você repete a mesma história com todas. Você não acha que é cedo demais para começar com o seu joguinho de demonstrar amor e depois tirá-lo?

*Inspirada na música Dear John da Taylor Swift

Como se nunca tivesse existido

baptism-black-and-white-girl-pic_large1

”Eu achei que nós éramos amigos”: essa com certeza é uma das frases que mais se repetiram eu meu coração a minha vida toda. A mesma história sempre se repetindo: eu conheço uma pessoa, confio nela depois de pouca resistência, a coloco em um lugar em meu coração, ela me decepciona, eu não a perdoo e a expulso da minha vida. Simples.

Eu não consigo perdoar as pessoas. Eu sempre achei que desculpas são apenas palavras, e o que você faz não tem volta. Por isso é preciso pensar bastante no que você fala ou faz com o outro, porque pode ser a última vez.  Comigo sempre é a última vez.

Eu dou chances para as pessoas, até porque eu também erro. Eu erro todos os dias. Mas minhas chances são silenciosas. Só eu sei. Ninguém mais sabe. Então quando meu limite chega, não tem palavras, demonstrações de afeto ou desculpas que me façam voltar atrás. Por que dá valor as pessoas só quando as perde? Por que não foi  todos os dias a pessoa que tenta ser quando quer ser perdoado?

Meus sentimentos sempre foram muito transparentes e quem me conhece sabe como eu sou. Sabe o que eu gosto e não gosto, o que me magoa. O que me faz amar. Não tem porque uma pessoa que sabe praticamente tudo ao meu respeito errar comigo de uma maneira que sabe que eu não perdoo. Você abre seu coração para alguém, ela vai lá e entra e faz uma bagunça no que mais te machuca, sai e depois volta querendo colo. Como lidar com isso?

Eu sou conhecida como a “menina que não perdoa os amigos”. A que possui amizades com prazo de validade. A oito ou oitenta. Ou ama, ou odeia. Ou tem amigos, ou tem inimigos. Sim, essa sou eu. Eu amo muitas pessoas em minha vida, e faço de tudo para não magoá-las porque só eu sei como dói. Por mais que meu coração seja grande, aqui dentro só fica pessoas selecionadas. Pessoas que me fazem bem. Pessoas que estão ao meu lado quando eu preciso e me dão pelo menos um pouco de segurança. E reciprocidade.

Mas meu coração também se ama demais. Eu me amo demais. E eu posso em um dia,  me  afastar de alguém que esteve ”do meu lado” por anos, por motivos que para os outros não são nada, mas pra mim pode ser tudo. Tudo o que me destrói.

Eu já perdi a conta de como me deixei enganar com pessoas ao meu redor. E de como as perdi por conta da minha dificuldade em perdoar. Pelo meu amor próprio que muitas vezes adormece. As vezes até morre. Então eu fecho meu coração, eu me afasto, bloqueio de redes sociais. Bebo. Choro, eu sofro, eu caio. Mas quando eu levanto, abro meu coração novamente e recomeço. Tanta gente no mundo, por que eu vou sofrer por quem não quis estar ao meu lado? Eu não preciso de ninguém que não queira estar comigo.

E a única coisa a fazer em relação a essas pessoas é tratar como se nunca tivessem existido. Sempre.

 

 

Amar o amor masoquista

tumblr_nww1v6airf1tqyduho1_500

Só peço que não me interprete mal, escutei essa frase e fiquei pensando “Querido, você não deve amá-lo, pois o seu amor é masoquista e vai machucá-la”.

Muitas vezes as pessoas sofrem por amar quem não as ama, contudo pensando na afirmação acima, algumas pessoas o classificam assim, outras acreditam que não o amor e sim nós que sempre buscamos o caminho mais difícil e logicamente o mais propício a erros.

Este é apenas um sentimento que nos faz ser feliz e ficar triste, amar e sofrer, tudo ao mesmo tempo. Não devemos entrar nesse barco, mas digo: muitos entram acreditando que pode ser diferente, um dia.

O sentido do amor masoquista está baseado em um amor que só traz sofrimento, mas que alguns permanecem ali somente na esperança do amor voltar a ser apenas amor. Este não seria o caso de tantas mulheres que são vitimas de violência doméstica?

Existem amores simples, amores complicados, amores pacificadores, amores perfeccionistas, amores batalhas, amores masoquistas e certamente amores concessivos. Um amor que bate, um amor que apanha, um que chora, um que sorri para disfarçar, um que vai, mas acaba voltando, um amor que cresce, mas que diminui muito mais, um amor que se multiplica, e que se divide com o seu sofrimento, um amor passageiro, um amor trem bala, um amor avassalador.

Eu ainda ouso a me perguntar: _ Porque tantas mulheres ainda vivem assim? São essas algumas características desse “amor” se é que podemos chamar isso de amor, que mesmo levando o nome só traz sofrimento?

No sentido mais simples esse amor é aquele em que só um ama, só um luta, só um vive, só um se entrega, só um se doa, só um que compartilha uma felicidade verdadeiramente falsa, só um rejeita, só um sofre, só um se cansa e sozinho vai embora.

E é assim que se acaba com um amor masoquista, pulando fora, dando um simples adeus, um basta.

Um dia de lágrimas!

tumblr_n4haaopffa1r9x2dso1_400

Porque é que as pessoas traem? Porque é que elas se separaram? Será que o amor acaba? Porque é que ainda damos uma chance ao amor? São perguntas fáceis e difíceis de responder ao mesmo tempo.

As pessoas fazem um “compromisso eterno e se esquecem de cumpri-lo”, a vida é curta e não é por esse fato que você tem que magoar todos ao seu redor. Principalmente as que te amam. A razão das pessoas se separarem é a falta de Deus na família, é a falta de união, a falta da comunicação e da verdade.

A família hoje está muito abalada, são mortes, traições, separações, dívidas, rebeldia, mas o principal dos problemas é a falta do amor. Esse pacto está sendo destruído a todo o momento e os mais prejudicados nisso são os filhos, os frutos deste pacto. Mas ainda assim me pergunto: Porque é que ainda assim damos uma chance ao amor?

Damos uma chance ao amor por acreditar no perdão, por acreditar que lágrimas podem ser transformadas em sorrisos, que a dor pode ser transformada em alegria e que o ódio pode ser transformado em amor.

Apenas por isso.

Eu sou aquela que surta

tumblr_lpc5zueMmP1qfk6vyo1_500

Eu sou aquela que surta. Eu sou aquela que dá tudo de si. Eu sou aquela que presta atenção com uma lealdade infinita a tudo o que lhe falam. Eu sou aquela que não se preocupa com sua vida como se preocupa com a vida daqueles que ama. Eu sou aquela que sente intensamente os problemas dos outros.

Eu sou o porto seguro. Eu sou aquela que coleciona corações alheios pelo simples fato de querer cuidar. Eu sou aquela que pensa no outro mais do que pensa em si. Eu sou aquela que faz pelos outros o que não fizeram por ela. Eu sou aquela que carrega. Pesos, pessoas, passado.

Eu sou aquela que erra, mas que conserta. Eu sou aquela que pede desculpas, vai átras, demonstra o que sente, quando sente que pode ser recíproco. Aquela que espera com uma paciência do tamanho do mundo. Eu sou aquela que pensa no amanhã da vida daqueles que ama, mas não pensa no seu.

Eu sou aquela que busca reciprocidade em tudo. Mas não consegue retribuir a si mesma. Eu sou aquela que não importa com a própria vida, que não se ouve, não se permite viver. Não se entende. Eu sou aquela que comete erros em relação a sua vida, mas não tem paciência pra consertar. Eu sou aquela que pede desculpa, mas não perdoa. Não se perdoa.

Eu sou aquela que no fundo queria ser pra o que é para o mundo.  Eu sou aquela contradição constante que fica, querendo ir. Que vai, querendo ficar. Eu sou aquela que surta.

Você era a minha notificação preferida

alone-black-and-white-girl-imagine-photography-Favim.com-459140

Eu sinto sua falta. Eu sinto falta da nossa conexão. E o que eu mais sinto falta é da atenção que me dava quando ninguém mais me dava. O fato de prestar atenção em qualquer besteira que eu falava. E sempre me fazendo rir. De mim mesma. Você me fez gostar de mim.

Outra coisa que me faz falta é a simplicidade com que você encarava a vida. E como não se esforçava pra ser o que você é. Talvez eu tenha me apaixonado por tudo o que você não me contou. E por tudo que me contou mesmo não gostando de contar pra ninguém.

Eu sinto falta de lutar contra meu sono só pra conversar horas e horas com você. Brincando de ilusão. Com você eu podia brincar. Com você eu me libertava do tédio constante da vida, pra ter uns momentos em que eu podia ser eu mesma, sem me auto prender. Eu me sentia livre.

Eu sinto falta de você em tudo o que vejo. Porque tudo me faz querer correr e te contar. Ninguém achava minha vida tão interessante como você. Nem eu mesma. Você me fez gostar da minha vida.

Eu sinto falta do meu coração acelerado quando você era a minha notificação preferida. E de todas as vezes que eu me assustava porque não entendia como isso podia acontecer. Eu sinto sua falta porque você, sem saber, me apresentou um mundo em que a ilusão não é tão proibida como pensei que fosse. E eu te agradeço por isso.

Eu te agradeço por todos esses sentimentos confusos que deixou em mim. E por me lembrar que mesmo depois de tantos anos, eu ainda posso sentir.

O que os garoto problemas tem?

bad-boy-beautiful-blue-boy-favim-com-2362412

Você sempre e nunca esteve verdadeiramente por lá. Boas garotas são atraídas por garotos problemas. Faz pose de durão, mas no fundo só está em busca de um amor como todos os outros.

Você diz não se importar, mas pergunta por ela quando vai embora. Você esperou ela ir, para a deixar perceber o quando se importava. Saber que guardava vestígios de um passado.

Em dias normais, você chegava e a abraçava, você não se importava de onde estavam, você queria apenas dizer a ela o quanto se importava, até a colocar para baixo novamente.

Você era inconstante, mas às vezes era decidido. Você errou e todos esconderam isto dela, por isso ela não te perdoou, não foi justo e você nem sabe que ela sabe de tudo.

A vida ensina a esquecer, mas também ensina a relembrar. Hoje ainda não é justo. Não é justo ter essas lembranças. Não é justo ver flashes do passado como se ele pudesse voltar. Não é justo você ter guardado lembranças físicas de algo que não quer viver.

Às vezes ela gostaria de ter boas lembranças e não apenas flashes. Momentos em que a boa garota amava o garoto problema e ninguém via problema nisso.

Porém, a orquestra não toca assim, esta vida, esta história, não é dela, não é mais ela. Nunca pense que era para ser assim, mas teve que ser, eu desejei, mas isto não bastou. Só amor não basta, só paixão não basta, só amizade não basta, para dar certo a mistura é mais complexa e a dose de ingredientes é mais devasta.

Para dar certo, eu preciso abandonar o hoje para viver o ontem, e isso é impossível. Garotos problema sempre vão se apaixonar por boas moças e estas sempre se encantaram pela incompatibilidade de problemas.

Ela encontrou a si mesma

Screenshot_2016-01-08-18-14-45_1

Out of the woods é uma música  que eu não dei muita atenção quando ouvi o 1989, último álbum que Taylor Swift lançou.  Mas como todas as outras vezes, ao lançar o clipe e depois de muito refletir, ela me conquistou intensamente. Um clipe cheio de simbolismos, fotografia impecável e uma interpretação maravilhosa da Taylor.

Taylor Swift é conhecida por compor músicas baseadas em sua vida pessoal, principalmente sobre seus vários relacionamentos amorosos, o que a torna alvo de muitas críticas. Mas como todo relacionamento, suas músicas também nos traz bastante aprendizado, e essa é uma das coisas que mais amo em seu trabalho.

‘’Fora de perigo’’ é a tradução do nome e do refrão da música que fixou em minha cabeça de um jeito que não quis mais sair. Mas mais do que isso, o clipe, a mensagem que a música quis passar e a letra me conquistaram de uma forma inexplicável, que me fez lembrar o que eu já vivi.

Taylor ao compor a música, teve como inspiração um rápido, mas conturbado relacionamento que ela teve há alguns anos átras. Um relacionamento em que em pouco tempo ela viveu tudo o que se pode viver: o amor, a decepção, a dor e o renascimento. O seu renascimento.

No clipe, depois de passar por toda os problemas que a causaram tanta dor, e se perder depois que perdeu seu grande amor, ela se encontra. Ela renasce. Ela supera. E essa com certeza é a maior coisa que lhe aconteceu. Como pode nos acontecer quando perdemos alguém que amamos.

Toda perda é dolorida, mas toda perda é um aprendizado. Não se perca só porque perdeu alguém. Faça melhor, se encontre e renasça. Sempre.

” Ela o perdeu. Mas encontrou a si mesma. E isso de alguma forma, foi tudo. ”

Assista o clipe aqui: